Blog

Exposição do Favela Art no Beers Five Hostel House
17 jul

ANF menciona evento realizado no Beers Five Hostel House com as crianças do Favela Art.

Julianne Gouveia  jornalista da agência de notícias da favela publicou uma matéria sobre o evento que realizamos no ultimo sábado, 15 de julho. Confira matéria na íntegra:

O Complexo do Alemão subiu Santa Teresa no último sábado, 15. O Favela Art foi recebido pelo Beers Five Hostel House durante o Artes de Portas Abertas, evento que há 27 anos mobiliza os bares, restaurantes e hoteis e oferece diversas atrações no bairro. 14 crianças do CPX mostraram sua arte e arrecadaram fundos para o projeto, que luta para manter suas atividades.

Meninos e meninas com idades entre 5 e 11 anos levaram para o hostel as pinturas produzidas pelo Favela Art, iniciativa criada em 2014 pela artista plástica Mariluce Mariá e que realiza oficinas de arte, passeios culturais e pinturas de casas na comunidade. O convite veio de Marcele Porto, proprietária do hostel, que tem uma suíte temática que homenageia o Complexo do Alemão. As crianças conheceram o espaço, se divertiram numa sala de diversões com TV, videogame, sinuca, e depois colocaram a mão na massa com uma oficina de pintura. As muitas telas vendidas foram produzidas durante todo o dia. “Elas ficaram encantadas, porque o lugar é muito bonito”, conta Mariluce Mariá.

Além do Favela Art, o Beers Five Hostel House recebeu a exposição “Sina Nossa”, do fotodocumentarista Betinho Casas Novas, que reuniu registros dos últimos cinco anos da favela. A cerveja artesanal Complexo do Alemão, produzida pelo Bistrô R&R, da Nova Brasília, foi comercializada durante o evento – incluindo uma edição especial, cuja embalagem foi criada pelo Favela Art e que vai continuar disponível para venda no hostel.

Vaquinha online para um dia de paz e alegria

Para levar o Favela Art e as 14 crianças do Alemão para Santa Teresa, Marcele Porto realizou uma vaquinha online e arrecadou cerca de R$2.000,00 a partir do apoio de mais de 50 pessoas, garantindo alimentação e compra de material utilizado nao só no evento, mas no dia a dia da atividades. Para ela, o esforço valeu a pena. “Eles foram uma lição para mim. Ver a maturidade e alegria dessas crianças, que convivem diariamente com o violência, foi um aprendizado impagável”, explica.

O Favela Art segue na batalha para manter as oficinas no Alemão. O projeto está em fase de formalização e sonha agora com um espaço onde possa melhor atender os pequenos artistas, apesar da crise e da falta de investimentos das empresas em projetos na favela depois do retorno da violência. “Continuo buscando. Não vou desistir de um espaço próprio”, finaliza Mariluce.

Link da matéria original: http://www.anf.org.br/favela-art-leva-criancas-para-santa-teresa-de-portas-abertas/

Leave a Reply